Gêmeas morrem de Covid-19 em intervalo de 7 dias; mãe também foi vítima da doença

Atletas e lembradas no cenário do vôlei em Macapá, as irmãs gêmeas Patrícia e Alessandra Pimentel, de 42 anos, perderam a batalha para a Covid-19. Patrícia morreu neste sábado (10), apenas 7 dias após Alessandra, em 3 de abril. As duas estavam internadas e não resistiram às complicações.

O drama da família, uma das milhares destruídas pela Covid-19, ainda é maior em função da morte da mãe delas, Áurea Pimentel, em 22 de março, pela mesma doença.

Mãe e filhas passaram os últimos dias de tratamento no Centro Covid do Hospital Universitário, referência no atendimento à doença no estado.

Alessandra era casada e deixa dois filhos. A perda foi lamentada nas redes sociais por vários amigos, familiares e colegas de vôlei.

Juntas as irmãs conquistaram vários títulos no estado e integraram a seleção amapaense da modalidade.

Macapá é a cidade do Amapá com mais casos e mortes pela Covid-19. Dados atualizados até a sexta-feira (9) mostram que a capital registrou 46.097 infectados e 1.038 óbitos desde o início da pandemia.

Com informação do G1

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!