Fotos: Vanderleia Kochepka 

Governo e Comitê Gestor de Quatro Pontes articulam novas ações de enfrentamento à Covid-19

O governo municipal e o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde Covid-19 de Quatro Pontes realizou ontem (20) reunião para articulação de novas ações de enfrentamento à Covid-19, junto à sala de reuniões da prefeitura. O encontro foi promovido em caráter de urgência, por conta do aumento expressivo dos casos de coronavírus no município. 

As lideranças externaram preocupação sobre a situação e por conta disso as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia implementadas no decreto municipal devem sofrer alterações em razão do aumento do contágio da Covid-19, adotando normas mais rígidas, considerando o decreto estadual nº 7.672/21, publicado na segunda-feira (17) com novas regras, que vão vigorar até a meia-noite do dia 31 de maio. Assim, um novo decreto municipal deve ser publicado nesta sexta-feira (21).

Conforme discutido, a 20ᵃ Regional de Saúde de Toledo está com 100% dos leitos de UTI em uso, segundo o mapa de ocupação divulgado ontem. Também chama atenção a ocupação da enfermaria, a qual está em 76%. O mapa aponta, ainda, o número de pacientes que aguardam transferência para leitos do SUS, sendo 57 pessoas para a UTI e 49 para a enfermaria, somando 106. Logo, há um paciente na enfermaria pediátrica, o que significa que está em 50% de uso, pois só tem dois leitos. Outro dado preocupante apontado no mapa é que apesar de existir leitos disponíveis em enfermarias, muitos casos são de pacientes com alto fluxo de oxigênio. O quadro deles pode se agravar e evoluir para UTI e, segundo o boletim, nesse serviço não há esse perfil de leito. 

 

Aumento de Casos

 

Até ontem (20), conforme o boletim diário atualizado pelo Setor de Epidemiologia, o registro é de 17 casos ativos da Covid-19 em Quatro Pontes. Na última sexta-feira (14), era apenas um. Outras 36 pessoas estão no aguardo de resultado de exame e 81 foram isoladas. O município contabiliza, ainda, seis óbitos até o momento, mas já está sendo investigada a 7ª morte suspeita ocorrida em decorrência da Covid-19.

A enfermeira do Setor de Epidemiologia, Maíra Risse, explica que na semana passada o Centro de Saúde, referência apenas para sintomas respiratórios, registrou uma média de atendimentos entre seis a dez casos por dia. “Nessa semana, ocorreu um aumento expressivo na demanda, ficando entre 15 a 20 por dia. Com isso, teve uma investigação maior dos sintomas apresentados pelos pacientes e identificamos mais casos do novo coronavírus. No boletim de hoje (21) terão outros seis casos, ou seja, continuamos numa crescente, que se reflete em decorrência das comemorações em alusão ao Dia das Mães, pois houve aglomerações e principalmente encontros familiares, conforme relatos dos pacientes dos novos casos. Seguimos investigando surtos e fazendo testes em todos os pacientes que são suspeitos, a fim de identificar o mais precoce possível o maior número de casos, evitando que outra vez haja mais de 50 pessoas positivadas, como ocorreu no mês de março”, esclarece.

Ela acrescenta: “peço, mais uma vez, a colaboração da população para evitar qualquer tipo de aglomeração e prosseguir com as medidas preventivas orientadas por órgãos de saúde, como secretaria municipal, OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde, com relação ao uso da máscara, distanciamento social, uso de álcool gel a 70%, entre outras. Embora a vacinação tenha avançado, o imunizante não previne de contrair o vírus, ou seja, quem já foi vacinado pode ser infectado, inclusive tivemos casos assim no município, porém os sintomas são mais leves. O importante é que as medidas de prevenção sejam adotadas para evitarmos que o número de casos se eleve ainda mais, chegando à necessidade de leitos em enfermaria ou UTI”.  

 

Sintomas Respiratórios

 

A enfermeira salienta que os munícipes com sintomas devem procurar o Centro de Saúde. “Procure o serviço municipal para orientação, atendimento médico, coleta e investigação dos sintomas, a fim de descobrir se é ou não Covid. Os sintomas não são apenas gripe, febre, tosse ou dor de garganta. Os indícios são amplos e por isso é preciso passar por avaliação de profissional de saúde e fazer testagem para confirmar ou descartar o caso. Sobre funcionários, os empresários, industriários ou prestadores de serviços devem encaminhá-los para atendimento médico se apresentar sintomas. É uma forma de evitarmos surtos”, afirma.

 

Reunião Comércio e Indústria

 

Na reunião de ontem, também ficou acordado que nova reunião será realizada, tendo como públicos-alvo empresários e industriários. A intenção é discutir sobre as novas medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19, colocando em pauta, também, o novo decreto estadual e o decreto municipal. É de suma importância a participação de um representante por comércio e indústria, visto que as decisões serão registradas em ata e posteriormente aplicadas nos segmentos em geral. A reunião está marcada para segunda-feira (24), às 08h15, na Casa da Cultura. 

 

 

Fotos



Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!