Governo ultrapassa 100 primeiros dias do segundo mandato mantendo economicidade com investimento

Os 100 primeiros dias do segundo mandato do prefeito de Quatro Pontes, João Laufer, e do vice-prefeito Tiago Hansel, juntamente com a equipe, já foram ultrapassados, mantendo a economicidade com investimento, algo sempre primado pela gestão.

 

 

 

Com projetos prioritários para o segundo mandato, o governo municipal dará uma atenção especial nas áreas de desenvolvimento econômico, educação, saúde e infraestrutura.

 

 

 

Apesar de iniciar a nova gestão em meio a uma pandemia e várias incertezas quanto aos gastos públicos, o prefeito se mantém positivo diante do atual cenário político.

 

 

 

Ele afirma que sempre primou pela economicidade e ao mesmo tempo pelo investimento do dinheiro público.

 

 

 

“Dinheiro não é para deixar em caixa, mas investir.

 

 

 

 

É assim que estamos trabalhando. Hoje buscamos emendas parlamentares junto aos deputados, pois já abriu o orçamento de 2021 do Estado.

 

 

 

Na última semana, inclusive, fomos atrás de recursos para continuar o trabalho que vem sendo feito”, pontua.

 

 

 

Neste segundo mandato, Laufer comenta que o foco é dar continuidade aos trabalhos, mas algumas prioridades foram elencadas, como o hospital municipal.

 

 

 

 

“Nossa intenção é fazer o pronto atendimento funcionar, mas falta a Secretaria de Estado da Saúde devolver o projeto que foi enviado. Outro projeto que já fomos atrás de verbas diz respeito à implantação do lago municipal.

 

 

 

 

 

 

Nossa prioridade ainda é o asfalto rural e a construção de uma super creche.

 

 

 

 

 

Também tem muitas indústrias interessadas em se instalar no município, sendo que umas já adquiriram áreas, e se faz necessário ofertar conforto para essas famílias, garantindo que as crianças estarão em um local amplo, arejado e seguro para que os pais possam trabalhar com tranquilidade”, afirma. 

 

 

 

Pavimentação

 

 

 

O planejamento da administração municipal ainda prevê em torno de 18 quilômetros de pavimentação rural, além de pavimentação sobre pedras irregulares.

 

 

 

 

“Idealizamos contemplar sete trechos de estradas rurais: estrada rural sentido à piscina; estrada sentido Pedro Barbian; estrada sentido Linha Itá; estrada sentido Linha Três Voltas; estrada sentido Linha Três Voltas; estrada sentido Linha Sanga Leão; e estrada sentido Linha Progresso.

 

 

 

 

 

Três linhas serão executadas por meio de um convênio com a Itaipu e, das outras quatro, uma será com recurso do município e três por meio de financiamento junto ao Banco do Brasil, além da parceria com os produtores.

 

 

 

 

Todo trecho de pedra irregular que o município tem e não foi feito na gestão João e Tiago será coberto com asfalto.

 

 

 

 

 

O investimento previsto somente na pedra irregular agora é de R$ 650 mil, mas no asfalto rural passa de R$ 3 milhões”, enfatiza.

 

 

 

Outras Prioridades 

 

 

 

No decorrer do mandato, esclarece o prefeito, será dada continuidade no atendimento aos produtores rurais, indústria e comércio e instalação de novas empresas.

 

 

 

 

 

“Várias já manifestaram interesse e algumas adquiriram área. Estimamos que assim será possível geral de 800 a 1,2 mil empregos diretos”, diz.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!