Guarani e Vitória estreiam na Série B com empate no Brinco de Ouro

Nem mesmo a estreia do técnico Daniel Paulista foi o suficiente para o Guarani iniciar o Campeonato Brasileiro da Série B com vitória. O time bugrino ficou no empate por 1 a 1 com o Vitória na noite da sexta-feira (28), no estádio Brinco de Ouro da Princesa. Após um primeiro tempo movimentado, o jogo caiu de produção na reta final e a igualdade foi confirmada com a acomodação de ambas as equipes.

 
Guarani e Vitória fizeram um primeiro tempo muito movimentado. O time baiano começou melhor e foi logo abrindo o marcador. Aos oito minutos, Soares recebeu de Samuel e arriscou, da entrada da área. Rafael Martins chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol. Após sair atrás do placar, a equipe campineira acordou e viu Ronaldo fazer grande defesa em tentativa de Bruno Sávio. 



 
O jogo continuou com boas oportunidades de ambos os lados, até que o Guarani aproveitou a leve superioridade para deixar tudo igual aos 28 minutos. Júlio César acionou Bidu, que invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado para mandar a bola no fundo das redes. Apesar do gol, o Vitória não se intimidou e só não ficou à frente do placar novamente, pois a tentativa de Soares ficou na trave.

 
Nos minutos finais, o Guarani apostou na habilidade de Davó, que teve duas oportunidades, mas acabou desperdiçando-as. O Vitória, por sua vez, fez uma pressão. David e João Pedro tentaram, mas não conseguiram evitar o empate parcial.

O segundo tempo foi diferente. O Vitória teve a posse de bola, enquanto o Guarani foi mais cauteloso, consequentemente as chances diminuíram. O time baiano chegou perto em arremate de Samuel, mas a equipe mandante foi só ameaçar aos 22 minutos, com Júlio César, em chute que passou rente à trave de Ronaldo.

A partida caiu muito de produção, com ambas as equipes acomodadas com o resultado. Os treinadores tentaram mudar, mas as alterações não fizeram efeito e o empate acabou sendo decretado. A melhor chance foi do Guarani. Régis tentou encobrir Ronaldo e jogou para fora. No fim, Pedrinho foi expulso por atingir Matheus Souza, mas nada que modificasse o panorama do duelo.

 
Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Operário na terça-feira, às 19h, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR). O Vitória só entrará em campo em 7 de junho (segunda-feira), às 20h, contra o Náutico, no Barradão, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA

GUARANI 1 X 1 VITÓRIA

GUARANI – Rafael Martins; Pablo, Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Índio (Tony) e Andrigo (Rafael Costa); Bruno Sávio (Matheus Souza), Julio César (Renanzinho) e Matheus Davó (Régis). Técnico: Daniel Paulista

VITÓRIA – Ronaldo; Raul Prata, Marcelo Alves, João Victor e Pedrinho; Gabriel Bispo, João Pedro (Fernando Neto) e Soares (Bruno Oliveira); David, Samuel (Samuel Granada) e Guilherme Santos (Ygor Catatau). Técnico: Rodrigo Chagas.

 
GOLS – Soares, aos oito, e Bidu, aos 28 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Rafael Carlos Salgueiro Lima (AL)

CARTÕES AMARELOS – Régis e Thalles (Guarani); Gabriel Bispo (Vitória)

CARTÃO VERMELHO – Pedrinho (Vitória)

LOCAL – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!