Foto: Catve

Helio Castroneves entra para história com a 4ᵃ vitória em Indianápolis

O brasileiro teve um domingo como há muitos anos não acontecia. Ligados na TV Cultura (Catve em Cascavel e região Oeste), vibram com a vitória histórica de Helio Castroneves nas 500 Milhas de Indianápolis. Doze anos depois de uma última vitória, ele se tornou tetracampeão da mais importante prova do automobilismo mundial, igualando-se aos norte-americanos J. Foyt, All Unser e Rick Mears.

As suas três primeiras vitórias foram pela Penske. A de hoje foi pela pequena Meyer Shank Racing, com que está negociando para disputar toda a temporada de 2022.

Depois de largar em oitavo, Helinho teve a corrida na mão do começo ao fim, fez sua estratégia funcionar e ultrapassou Alex Palou, da Chip Ganassi, na penúltima volta. O jogo do vácuo entre os dois foi intenso nas últimas 50 voltas, mas o brasileiro fez valer sua experiência para dar o último bote na volta 199 para abrir e não permitir mais que o adversário retomasse a primeira colocação.

A comemoração foi ao estilo que o tornou com conhecido no mundo inteiro como homem-aranha. Ele escalou o alambrado das arquibancadas em frente aos boxes para comemorar com o publico, que na edição 105 da prova, foi de 135 mil pessoas em função das restrições imposta pela pandemia do coronavírus. A partir daí foi uma emocionante festa, sendo cumprimentos por membros da Meyer, que conquistou sua primeira vitória na categoria; por adversários, por lenda como Mário Andretti, e por Roger Penske, seu ex-patrão.

O Brasil ainda teve Tony Kanaan, da Chip Ganassi, em 10°; e Pietro Fittipaldi, da Dale Coyne, em 25°.

Brasil oito vezes
A conquista de Helinho foi a oitava vitória brasileira em Indianápolis. Ele já tinha ganhando em 2001, 2002 e 2009. As outras conquistas do Brasil foram com Emerson Fittipaldi (1989 e 1993), Gil de Ferran (2003) e Tony Kanaan (2013).

Homenagem a mãe
Helio Castroneves dedicou o seu triunfo deste domingo Sandra Castroneves, sua mãe, acometida de Covid-19.

Durante todos esses dias, mesmo o tempo todo focado na principal prova do calendário, ligava para a mãe e o pai Helio em torno de quatro vezes ao dia, para monitorar a evolução. Neste domingo, antes da largada, ligou para receber sua benção.

Sandra está se recuperando e os exames mais recentes mostram rápida melhora, embora continue sob tratamento.

Com informação da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!