Internacional vence Olímpia e encaminha classificação na Libertadores

Uma vitória suada e merecida do Internacional. Em um dos jogos que fecharam as disputas da quinta e penúltima rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América na noite de quinta-feira (20), o Internacional conquistou uma importante vitória para ficar cada vez mais perto da classificação no Grupo B, um dos mais equilibrados da competição. O time gaúcho venceu o Olímpia, pelo placar de 1 a 0, em pleno estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai. O único gol do jogo foi marcado por Yuri Alberto, já na parte final do segundo tempo.

 
Com o resultado, o Internacional chegou aos nove pontos e divide a liderança do Grupo B com o Deportivo Táchira-VEN, mas fica na frente no saldo de gols (7 contra 1). Já o Olímpia é quarto colocado com seis. Mas, nesta chave todos os quatro integrantes chegam com chances matemáticas de avançarem na última rodada. 

O time gaúcho é o que vive a situação mais tranquila, já que apesar de fazer um confronto direto, tem bom saldo de gols, que é o primeiro critério de desempate. Os dois primeiros vão seguir na disputa e o terceiro colocado vai entrar nas oitavas da Copa sul-americana.

 
Na sexta e última rodada da fase de grupos, o Internacional jogará por um empate diante do Always Ready-BOL, na próxima quarta-feira (26), às 19h, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Situação diferente do Olímpia que terá que vencer o Deportivo Táchira-VEN, em casa, no estádio Manuel Ferreira e ainda tirar a diferença entre as equipes no saldo de gols.

O primeiro tempo foi bastante burocrático com as duas equipes se estudando no meio-campo e trocando passes para achar espaços na defesa adversária. Tanto que o Internacional controlou boa parte dos 45 minutos iniciais e teve 70% de posse de bola, mas não conseguiu converter essa superioridade em lances de perigo. Tanto que a primeira boa chance só foi acontecer aos nove minutos. Palacio cruzou na medida para Thiago Galhardo, que subiu livre, mas acabou cabeceando para fora.

 
Do outro lado, acuado, o Olímpia se fechou na defesa e tentava responder em contra-ataques rápidos com bolas alçadas na área. Em um desses lances, aos 37 minutos, Estigarribia pegou o rebote e encontrou Iván Torres invadindo a área, nas costas da defesa do Internacional que estava desarrumada. O lateral chegou chutando de primeira, mas mandou para fora, raspando na trave direita de Marcelo Lomba. Por isso, o primeiro tempo terminou com o empate sem gols.

Na volta do intervalo, o Internacional fez pressão para tirar o zero do placar desde o primeiro minuto. A primeira chance de perigo veio aos oito, quando após uma boa troca de passes, Saravia cruzou na área e Moisés desviou de cabeça, mas pegou fraco na bola e mandou nas mãos do goleiro adversário. A partir daí, o ritmo do jogo acelerou e depois de duas faltas firmes, o Olímpia viu o zagueiro Salcedo sendo expulso.

 
Com mais espaço e um jogador a mais, o Inter seguiu em cima. Aos 21, Victor Custa soltou o pé em uma cobrança de falta, mas o goleiro Aguilar conseguiu se esticar inteiro e espalmar para fora. Porém, a melhor chance veio aos 32, quando Yuri Alberto recebeu um toque açucarado de Taison e ficou cara-a-cara com o goleiro adversário, mas chutou fraco em cima do rival.

Apesar do erro, o camisa 11 se redimiu cinco minutos depois ao colocar o time brasileiro em vantagem. Aos 37, Moisés cruzou, Marcos Guilherme escorou e a bola sobrou limpara para Yuri Alberto, que bateu de primeira e mandou a bola para o fundo das redes. Nos minutos finais, o próprio atacante acabou sendo expulso pelo segundo cartão amarelo, mesmo assim o Internacional conseguiu segurar a vitória por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

OLÍMPIA-PAR 0 X 1 INTERNACIONAL

OLÍMPIA-PAR – Aguilar; Otálvaro, Salcedo, Cáceres e Iván Torres; Ojeda (Rodrigo Rojas), Estigarriba (Santacruz), Quitana (Camacho) e Ortiz; Recalde (Alejandro Silva) e Walter González (Pitta). Técnico: Sergio Ortemán.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Saravia, Lucas Ribeiro, Víctor Custa e Moisés; Edenílson (Praxedes), Rodrigo Dourado (Rodrigo Lindoso) e Talison; Caio Vidal (Marcos Guilherme), Thiago Galhardo (Maurício) e Palacios (Yuri Alberto). Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

 
GOL – Yuri Alberto, aos 37′ do segundo tempo.

ÁRBITRO – Néstor Pitana (ARG).

CARTÃO AMARELO – Cáceres, Iván Torres, Salcedo e Santacruz (Olímpia-PAR) e Edenílson, Marcos Guilherme e Yuri Alberto (Internacional).

CARTÃO VERMELHO – Salcedo (Olímpia-PAR) e Yuri Alberto (Internacional).

RENDA E PÚBLICO Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!