Jovem de 15 anos é o sétimo óbito decorrente de Covid-19 em Pato Bragado

Boletim epidemiológico da Covid-19 de hoje (13), aponta a triste informação do sétimo óbito em Pato Bragado. Trata-se de um menino de 15 anos que residia na Linha Dois Vizinhos, em Pato Bragado. Ele era portador de uma síndrome rara, “Óleo de Lorenzo” que acomete o sistema nervoso central e as glândulas adrenais.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o jovem fez exame e positivou para a Covid-19. Ele estava internado no Hospital Rondon e faleceu nessa madrugada (13).

Como os demais municípios da região, Pato Bragado vive um nível alto e perigoso de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Hoje (13) o informe da Secretaria de saúde aponta 35 suspeitos, 383 confirmados e 23 ativos, ou seja, com poder de transmissão. Todos foram isolados com seus familiares e pessoas que tiveram contato.
Além disso três confirmados e um suspeito estão hospitalizados e um ainda está na UTI.

A perda de mais uma vida para a doença entristece todos os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde que estão há mais de um ano na linha de frente no combate a essa doença. 

A Administração Municipal se solidariza com os familiares e amigos, e reforça seu compromisso com ações de enfrentamento ao novo coronavírus. 

TERCEIRA ONDA
O cenário de pessoas que estão internadas e muitas que aguardam nas filas de espera por uma vaga de UTI, é angustiante. 

As filas de internamentos estão só aumentando e ao que tudo indica, uma terceira onda da pandemia está por vir, a exemplo de março, quando o Paraná teve uma explosão de internamentos. Em uma semana, a demanda por internamentos dobrou, e a partir de então, só cresceu.  

Na época, o Estado tinha 1.365 leitos de UTI SUS, dos quais 92% estavam ocupados. Hoje, já são 1889, e 95% ocupados. Mesmo com uma rápida expansão de leitos, o Estado está vendo a rede de saúde entrar em colapso e a situação será muito pior que o horror vivido em março e abril.  

APELO 
Nesse sentido a Secretaria Municipal de Saúde promove um apelo a comunidade local para que evite o compartilhamento de objetos de uso pessoal, como copos, pratos, talheres e celulares, além do chimarrão que é característico no município, pois o vírus causador da Covid-19, é transmitido também pelo contato com superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Além de não compartilhar objetos pessoais, todas as medidas de prevenção, como o distanciamento social e a manutenção da higiene e o uso de máscaras, devem ser mantidas para mitigar a transmissão da doença. 

Também é extremamente necessário evitar encontros em famílias e nas comunidades por maior risco de transmissão da doença.

Ao apresentar sintomas característicos da Covid-19, entre em contato pelo número 99969-4608 (atendimento 24 horas), ou pessoalmente na Unidade Básica de Saúde.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!