Lei prevê restrições para quem não quiser se vacinar contra a Covid-19

Os deputados estaduais Alexandre Curi (PSB), Ademar Traiano (PSDB) e Luiz Claudio Romanelli (PSB) apresentaram, nesta terça-feira (27), um projeto de lei para incentivar a imunização completa da população paranaense contra a Covid-19 e penalizar as pessoas que não se vacinarem após o término de todas as fases de aplicação.

O texto determina a proibição do acesso de pessoas não vacinadas em creches, escolas, universidades públicas e particulares e em ônibus, trens, aviões e embarcações e outros modais de transporte. Também impõe restrições para a obtenção de documentos públicos, inscrição em concursos públicos e em cargos públicos e em demais modalidades relacionadas ao Estado.

O deputado Romanelli explica que o projeto de lei busca estabelecer mecanismos para assegurar que o maior número de paranaenses sejam imunizados.

"A vacinação é o verdadeiro tratamento preventivo. O poder público precisa incentivar a imunização total da população com a garantia das doses e também cobrar a efetiva aplicação delas".

Segundo Romanelli, quando uma pessoa decide não se vacinar, ela não está decidindo apenas sobre sua vida, mas sobre a vida de outras pessoas também. "Vacinar é um pacto coletivo de saúde pública, é a maior arma no combate a diversas doenças, entre elas a Covid-19", reforça.

Com informação da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!