Mancini quer Corinthians ‘acelerado’ para não perder ritmo em meio à paralisação

A ausência de jogos forçada pela pandemia da covid-19 vem fazendo o técnico Vagner Mancini dar um peso maior aos treinamentos com o objetivo de manter o time o mais próximo possível do ritmo de competição. Como a data do retorno do Campeonato Paulista ainda pode sofrer alterações, o treinador quer aproveitar o tempo no CT do clube para tirar o máximo de seus titulares e recuperar jogadores que vem decepcionando dentro de campo.

 
E essa lista é encabeçada justamente pela maior contratação do clube: o atacante Luan custou perto de R$ 29 milhões. Nos últimos três jogos, sequer foi utilizado. Outros nomes de peso no elenco vem causando descontentamento ao comandante. O atacante Jô, por exemplo, fez apenas um gol na temporada. O meia equatoriano Cazares é outro que está rendendo abaixo do esperado. O zagueiro Gil e o venezuelano Otero completam a lista de dos que precisam melhorar o rendimento.


A classificação apertada diante do Retrô-PE na Copa do Brasil (após empate por 1 a 1 no tempo normal, a vaga veio na disputa de pênaltis) foi um alerta para o técnico Vágner Mancini. Apesar de ter garantido a permanência do clube no torneio, ele deixou claro que as coisas precisam mudar.

 
“O que posso dizer é que a gente tem que apresentar um futebol um pouquinho mais vistoso, de uma modernidade, com plano tático definido, saindo jogando com qualidade”, afirmou o treinador ciente da fragilidade técnica da sua equipe.

Nem mesmo a liderança no Grupo A do Estadual (com um jogo mais do que os rivais, o Corinthians tem 11 pontos e seis de vantagem para o Santo André, segundo colocado), o treinador relaxa nas cobranças. “O Corinthians tem uma série invicta, eu reconheço, mas não estou satisfeito com aquilo que estou vendo”, falou Mancini.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!