Ministério da Saúde pede autorização à Anvisa para importar vacina Covaxin Solicitação é para 20 milhões de doses

O Ministério da Saúde, formalizou na segunda-feira (24), um novo pedido de importação de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, usada contra a covid-19.

O imunizante é produzido pelo laboratório Bharat Biotech, na Índia.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está analisando a solicitação. Em março, a certificação de boas práticas à fabricante foi negada e, na sequência, um primeiro pedido para importação do imunizante. A certificação é um dos requisitos para que a vacina possa ser usada no Brasil.

Apesar da negativa, a Anvisa informou que, desde então, juntamente com o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos, empresa que negocia a vacina no país, os três "seguiram em tratativas a fim de adequar os aspectos que motivaram o indeferimento".

"Neste sentido, já foi publicada pela Anvisa a anuência para realização do estudo clínico com a vacina Covaxin no Brasil, conforme Resolução n° 1.938, de 13 de maio de 2021", informou a agência, em nota.

Agência Brasil.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!