Foto Catve

Morre André Ribeiro, único brasileiro a vencer Fórmula Indy no Brasil

Os fãs do automobilismo de despedem do paulistano André Ribeiro. Ele foi piloto de diversas categorias, com destaque para a Fórmula Indy. André morreu neste sábado (22) aos 55 anos, em decorrência de câncer no intestino.

 
Pela Indy, André conquistou importantes vitórias, dentre elas a Rio 400 em 1996, primeira vez que a categoria norte-americana foi disputada no Brasil. Além de ser a estreia do país recebendo uma etapa da categoria, foi a primeira vitória de um brasileiro em uma categoria de ponta desde a morte de Ayrton Senna.
 
Sua carreira começou tarde, aos 19 anos, no kart e conseguindo três vice-campeonatos, além de ter vencido por dois anos consecutivos as Duas Horas em 1986 e 1987.

Iniciou sua carreira internacional na Europa em 1990, correndo pela Fórmula Opel pela equipe Lotus Nederland, e conquistou uma importante vitória na Bélgica, em Spa Francorchamps, uma das pistas mais seletivas do mundo.
 
Em 1991, pela equipe Paul Stewart Racing, de propriedade do filho do bicampeão mundial de Fórmula 1 Jackie Stewart, disputou seis provas do Campeonato Inglês de Fórmula 3 e no ano seguinte participou de todas as provas do calendário, também pelo time de Paul Stewart.
 
Ainda na Fórmula 3, em 1993, agora pela equipe Fortec Motorsport, André fez sua melhor temporada até então, terminando o campeonato na quinta colocação, com quatro pódiuns e duas poles.

Ao término de 1993 transferiu-se para os Estados Unidos, onde estreou pela Indy Lights em 1994 com um excelente aproveitamento, chegando ao vice-campeonato com quatro vitórias (Portland, Mid-Ohio, Vancouver e Laguna Seca), guiando para a equipe Tasman, a mesma que lhe ofereceu um contrato para a Fórmula Indy em 1995.
 
Em seu ano de estreia na categoria máxima do automobilismo norte-americano venceu as 200 Milhas de New England, além de ter conquistado a pole-position.
 
O ano de 1996 foi o mais vitorioso na carreira de André Ribeiro, ainda na equipe Tasman, graças a dois importantes triunfos: as 500 Milhas de Michigan e Rio 400, disputada no circuito oval do autódromo de Jacarepaguá, batizado na ocasião de Emerson Fittipaldi.
 
Competiu pela Tasman em 1997 mas em razão de muitos problemas terminou a temporada em 14° lugar, mas o talento do brasileiro o levou a assinar com a Penske para 1998, justamente o último ano de André no automobilismo, quando deixou as pistas e torno-se empresário do ramo de automóveis.

Após se retirar das pistas, André Ribeiro virou empresário. Ele se associou a Roger Penske, dono das equipes da Indy, e abriu concessionárias no Brasil com bandeiras Honda, Lexus, Toyota e Chevrolet.

com informações da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!