Foto: Globo Repórter/Reprodução

Morre em hospital em São Paulo o zootecnista e pecuarista Luciano de Barros

Morreu no domingo (11), em um hospital de São Paulo, o zootecnista e pecuarista Luciano de Barros, de 61 anos. Ele era filho do advogado e escritor Abílio de Barros e sobrinho do poeta Manoel de Barros.


Há dois anos Luciano tratava um câncer no pâncreas, mas nas últimas duas semanas a doença se agravou, ele precisou ser internado e não resistiu.


Luciano era um dos principais criadores de cavalo pantaneiro de Mato Grosso do Sul. Veja abaixo reportagem do Globo Repórter em que ele fala sobre a criação de gado orgânico no Pantanal:
 
 
Segundo Leonardo de Barros, irmão de Luciano, ele era um verdadeiro exemplo de homem pantaneiro. Amava a terra, era ambientalista e acima de tudo amava o Pantanal.
 
Luciano deixa esposa, duas filhas e um filho.


O velório vai ocorrer das 14h às 16h desta segunda-feira (12), no cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande. O sepultamento será no mesmo lugar, às 16h.

Com informação do G1/MS

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!