Novas ações buscam o recuo da dengue em Pato Bragado

A partir de hoje (20) e até fim desse mês, a Secretaria de Educação e Cultura, por intermédio da Escola Municipal Marechal Deodoro e os agentes de combate às endemias da Secretaria Saúde de Pato Bragado estarão intensificando os trabalhos de conscientização sobre cuidados básicos de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. 

O município passa por uma epidemia da doença e conforme o último boletim epidemiológico, divulgado na sexta-feira (16), 137 pessoas já haviam sido confirmadas com a doença e outras 181 foram notificadas.  

Para tanto na escola será realizada uma série de ações na disciplina de ciências, ministrada pelo professor Lairton Meinerz, junto aos alunos e à comunidade escolar. 

Conforme o professor, hoje os agentes comunitários de endemias estiveram no educandário e promoveram explanações sobre o trabalho realizado pelo setor no combate à dengue. Além disso, segundo ele, também forneceram materiais explicativos. 

Meinerz destaca que serão realizadas atividades de conscientização à doença com os alunos e também com a participação das famílias em um livro explicativo repassado pela Itaipu Binacional, por intermédio do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros. “Feito isso, faremos na própria escola a verificação de possíveis locais de acúmulo de água, sendo que também será repassado um vídeo intitulado ‘Sai fora dengue’ e os alunos do terceiro ao quinto ano terão que registrar em forma de texto suas atividades. Já estudantes das turmas de primeiro e segundo ano irão comprovar as atividades, por meio de fotos ou vídeo e enviarão por WhatsApp para o professor”, acrescenta.
Os trabalhados ocorrem nessa semana, com 50% dos alunos do 1º ao 5º ano e na próxima semana com as turmas restantes.

REFORÇO 
Nesse mesmo tempo, os agentes comunitários de endemias estão a campo e seguem o trabalho preventivo. Eles contam com apoio técnico do guarda de Endemias, Adilson Braz Secorun, cedido pelo Ministério da Saúde, por intermédio de um pedido realizado pelo município, junto ao diretor da 20ª Regional de Saúde, Alberi Locatelli. 

O secretário de Saúde, John Nodari declara que o guarda de Endemias ficará durante três dias no município para junto com os agentes de endemias, realizar um trabalho mais criterioso de eliminação dos criadouros do mosquito em pontos estratégicos como borracharias, além de locais específicos na cidade e chácaras (cisternas, caixas de gordura, bebedores de animais), e até mesmo em residências em que os moradores apresentam resistência quanto a entrada dos agentes para verificação de possíveis focos. 

Nodari diz que está preocupado com a saúde da população e o município está buscando realizar todos os trabalhos necessários para a regressão dessa doença.

Fotos



Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!