Novas restrições são decretadas pela administração de Pato Bragado para controle da Covid-19

O aumento consecutivo de casos confirmados de Covid-19, evidenciado pelos boletins epidemiológicos diários da Secretaria de Saúde de Pato Bragado, levou a administração municipal a adotar medidas sanitárias mais restritivas, com manifestação favorável do Comitê Municipal CV-19, visando reduzir o atual cenário epidemiológico de transmissão do novo coronavírus.


As medidas válidas até 31 de maio, constam no novo decreto publicado na sexta-feira (21) pela administração de Pato Bragado e são as seguintes:


 Restrição provisória de circulação de pessoas em espaços e vias públicas das 22 às 5 horas;
 Proibida a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo no período das 22h às 05 horas, diariamente, estendendo-se a vedação para quaisquer estabelecimentos comerciais;
 Suspensão do funcionamento dos seguintes serviços e atividades:
1. Estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, tais como casas de shows, circos, teatros, cinemas, e atividades correlatas;
2. Estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas em espaços fechados, tais como associações, casas de festas, de eventos ou recepções, bem como parques infantis, quadras de esporte e demais estruturas assemelhadas, presentes nas praças públicas do município;


3. Estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras de varejo, eventos técnicos, congressos, convenções, entre outros eventos de interesse profissional, técnico e/ou científico;
4. Casas noturnas, shows ao vivo e atividades correlatas;
5. Jogos coletivos de lazer e atividades correlatas;
6. Reuniões com aglomeração de mais de 15 pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares residenciais ou corporativos, em espaços de uso público, localizados em bens públicos ou privados.
 Os seguintes serviços e atividades deverão funcionar, com restrição de horário, modalidade de atendimento e/ou regras de ocupação e capacidade:


1.Escolinhas e oficinas vinculadas às secretarias municipais, das 6 horas às 22 horas, com limitação de 30% de ocupação;
2. Academias de ginástica para práticas esportivas individuais e/ou coletivas, das 6 às 22 horas, com limitação de 30% de ocupação;
3.Restaurantes, bares, lanchonetes e afins, das 10 às 22 horas com limitação da capacidade em 50%, permitindo-se o funcionamento durante 24 horas apenas por meio da modalidade de entrega;
4. Demais atividades e serviços essenciais, sem qualquer limitação de horário, durante todos os dias da semana, inclusive aos finais de semana.


 Ficam mantidas as normativas a seguir, as quais devem ser cumpridas pelo comércio local, como medidas obrigatórias de enfrentamento à emergência de saúde pública decorrente da pandemia estabelecida pela Covid-19:
1.Lotação máxima da capacidade de público, autorizada pelo certificado do Corpo de Bombeiros Militar do Paraná;
2. Na entrada de cada estabelecimento deverão ser afixados cartazes com informações sobre o número máximo de clientes permitidos e com orientações básicas quanto aos cuidados de prevenção e de higiene;
3. Com a finalidade de garantir a regularidade da fiscalização, cada estabelecimento deverá adotar controle de público, por meio de entrega de senhas ou forma similar;
4. Os estabelecimentos com capacidade de atendimento superior a 10 clientes deverão adotar obrigatória aferição da temperatura, impedindo o ingresso daqueles que apresentarem registro superior a 37,5ºC e comunicar, imediatamente, o setor de epidemiologia do município;
5. Exigência de fornecimento de álcool etílico sanitizante em gel 70% e máscaras para seus colaboradores;
6. Oferecimento de pias para lavagem das mãos de clientes e colaboradores, onde deverá ser disposto sabão líquido, água, papel toalha e lixeiras sem acionamento manual ou disponibilização, a todos os clientes, tanto no acesso às instalações, como nos caixas/guichês, álcool etílico sanitizante em gel 70%.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!