Foto Catve

Operação Rio: 11 suspeitos são presos no Paraná

No âmbito da segunda fase da Operação Rio 11 pessoas foram presas e três morreram em confronto com a Polícia Militar do Paraná, nesta terça-feira (6).

O coronel Hudson Leôncio Teixeira, comandante geral da PM, explicou que a operação iniciou em 2019, após grande número de óbitos registrado no Litoral do estado. Durante as investigações foi apurado que se tratava de uma briga entre facções: PCC (Primeiro Comando da Capital) e PGC (Primeiro Grupo Catarinense). Conforme informado, foram mais de 100 mortes em dois anos.

O comandante ainda explicou que na primeira fase aconteceu em novembro de 2020, onde quatro pessoas líderes dessas facções foram presas em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Neste mês não foram registrados homicídios.

Após alguns meses, alguns dos detidos fugiram já outros foram liberados pela Justiça, mas as investigações seguiram.

Nesta manhã, a segunda fase da Operação Rio foi deflagrada e 11 pessoas foram presas.

Também foi registrado um confronto onde três jovens (de 23 a 28 anos) morreram. Esses já tinham passagens pela polícia pelos crimes de roubo, tráfico e homicídio.

 

com informaçaõ da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!