Passageiros diferentes: carro é parado em SC com três bezerros dentro

Dois homens podem responder por maus-tratos a animais após serem pegos transportando três bezerros dentro de um carro. O caso aconteceu no município de Lages, Santa Catarina, na terça-feira, 20.

O celta foi abordado pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv) no quilômetro 223 da rodovia SC-114. Um dos bezerros estava deitado aos pés do passageiro, outro atrás do banco do motorista e um terceiro estava dentro do porta-malas.

Além do motorista, de 22 anos, e do passageiro, de 21, os policiais também se depararam com uma criança de apenas 10 anos. O Conselho Tutelar foi acionado de imediato para dar suporte aos policiais.

Os envolvidos disseram aos policiais que haviam comprado os animais de um pecuarista de Mirim Doce (SC), a cerca de 90 km de Lages, e tinham sido instruídos pelo vendedor a levarem os bichos daquela forma.

Os agentes acionaram uma equipe da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), que foi até o local. Além de confirmar que a forma de transporte era irregular, o veterinário Joel Bialkowski atestou também que os envolvidos não tinham a documentação dos animais.

“Para ser transportado, o animal precisa da Guia de Trânsito Animal (GTA), que é um certificado de que ele saiu de um vendedor para um comprador. Ela nos permite saber se os animais estão identificados, se são realmente de Santa Catarina, se estão livres de doenças e não se estão machucados”, conta.

Segundo ele, apesar de terem as orelhas furadas, os bezerros também não tinham brincos de identificaram. “O produtor que vendeu arrancou os brincos, provavelmente com medo de que desse um problema na transferência dos animais e ficasse na ficha dele”, diz.

Os bezerros foram recolhidos pela Cidasc, que solicitou à Prefeitura de Lages um espaço em um centro de recolhimento para animais. Com 80 dias de vida, os animais estão em bom estado de saúde e não precisarão ser sacrificados. Os animais ficarão lá até que a situação seja normalizada.

Os jovens contaram ao veterinário que os animais tinham como destino uma propriedade na zona rural do municípios. Para ter certeza, Bialkowski foi com eles até o local. A dona da fazenda confirmou e aceitou que o caso fosse colocado na ficha dela. Depois que a documentação for regularizada, eles terão que contratar um veículo adequado para levar os animais até a propriedade.

Os envolvidos serão multados e podem responder por maus-tratos aos animais. De acordo com Bialkowski, os bezerros precisam ser transportados em um espaço suficiente para movimentação adequada, como um caminhão ou uma carreta acoplada ao veículo. “Eles não tinham ventilação adequada. O porta-malas estava com o tampão fechado. Mesmo com sem as caixas de som, não era adequado”, frisa.

Ele reforça que o transporte de animais dentro do carro também representou um grande risco para os envolvidos e para a criação que estava no veículo, pois o animal poderia acabar causando um acidente.

Com informação Portal Guaíra e Canal Rural

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!