"Pena de 50 anos, não trará Rachel de volta, mas deve servir de exemplo"

"A pena de 50 anos de prisão, não trará Rachel de volta, mas deve servir de exemplo e de apelo: VIDAS DE CRIANÇAS IMPORTAM!".

 

 

 

Esse é um trecho da nota oficial emitida pelos advogados que atuaram em defesa da família no caso de Rachel Genofre de nove anos.

 

 

 

A menina foi encontrada morta e esquartejada dentro de uma mala, abandonada na Rodoviária de Curitiba, no dia 3 de novembro de 2008.

 

 

 

O acusado de praticar o crime foi condenado a 50 anos de prisão em júri popular realizado na quarta-feira (12).

 

 

 

Na nota, os advogado também falaram sobre a segurança das crianças, lembrando-se do caso Rachel para que outras vidas sejam salvas.

 

 

 

 

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

 

 

 


O dia 12 de maio de 2021, entrará na história da sociedade paranaense e brasileira, como o dia em que a justiça enfim foi feita, em um dos casos de assassinato e violência contra a infância, mais bárbaros ocorridos na nossa história.

 

 

 

Cerca de quase 13 anos depois, o assassino da menina Rachel Genofre, enfim, pagará pelo seu hediondo crime que ceifou a vida de uma criança que teria um belo futuro em seu caminho, e marcou para sempre a vida de uma família de trabalhadores.

 

 

 

 

A pena de 50 anos de prisão, não trará Rachel de volta, mas deve servir de exemplo e de apelo: VIDAS DE CRIANÇAS IMPORTAM!

 

 

 

Abusadores e criminosos sexuais não passarão impunes.

 

 

 

O escritório Daniel da Costa Gaspar - Advogados Associados na condição de representante do pai de Rachel, Sr. Michael Genofre, saúda a decisão do júri em condenar o réu exemplarmente.

 

 

 

 

 

Esta data ficará guardada na memória de todas e todos aqueles que lutaram por justiça em nome de Rachel Genofre, e em defesa das crianças e das mulheres.

 

 

 

 

Que nenhuma criança se sinta insegura, que o estado cumpra seu papel de proteger seus cidadãos e evitar que crimes bárbaros como este ocorram novamente, e que a sociedade lembre-se sempre da memória de Rachel, para que outras vidas de crianças e adolescentes sejam salvas."

Com informação da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!