Foto: A Rede

PM flagra 23 em ‘balada da covid-19’ em bairro de Ponta Grossa

As forças de segurança de Ponta Grossa acabaram com a farra de pelo menos 23 pessoas que participavam de uma festa clandestina na virada de sábado para domingo, no bairro Cará-Cará.

 
Os 20 adultos foram encaminhados à 1ª Companhia da PM para o termo circunstanciado. Outros três adolescentes foram submetidos a procedimento especial na 13ª SDP.


A ‘balada da morte’, como os policiais identificaram a festinha, estava acontecendo numa casa que costumeiramente é alugada pelo proprietário para realização de eventos. Havia muita bebida no local. As autoridades policiais da cidade vão tratar deste caso com base nos decretos de medidas restritivas vigentes em Ponta Grossa. Um deles é o toque de recolher.

Os agentes das forças de segurança  conclamam a comunidade a denunciar eventos dessa natureza, pois os consideram como um dos grandes propagadores do coronavírus. Os números para denúncias são o 190, 153 e o 156.

 
Ponta Grossa é o epicentro do Paraná na crise da pandemia. A cidade está com o sistema de saúde estrangulado, sem espaços em enfermarias e leitos de UTI.

Veja nota detalhada das forças de segurança sobre a ocorrência:

Equipe da Polícia Militar, em apoio à Prefeitura, promoveu a fiscalização em uma residência na Rua Lupionópolis, na região do Cará-Cará, quando foi constatada a aglomeração de cerca de 23 pessoas – destas, três menores de idade. Foi realizado o termo circunstanciado conforme solicitado pelo oficial CPU da PM. O oficial entrou em contato com o delegado da Polícia Civil, que confeccionou dois boletins de ocorrência distintos  – sendo um termo e um boletim para entrega dos menores na delegacia.

 
Ainda foi encontrado no local da abordagem (área externa), a quantia de 26 gramas de de substância análoga à maconha e um abridor de madeiras.

 

As informações são do Portal A Rede.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!