Polícia Civil mira organização criminosa que realizou golpes de mais de R$ 2,5 milhões

A Polícia Civil do Paraná está nas ruas, desde as primeiras horas desta segunda-feira (7), para cumprir quatro mandados de busca e apreensão e quatro de prisão contra uma organização criminosa que aplicava golpes utilizando uma incorporadora de fechada, em Curitiba.

Os mandados estão sendo cumpridos simultaneamente nos bairros Centro Cívico, Seminário e Uberaba, além do município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

Durante as investigações, foram identificadas e ouvidas oito vítimas. O prejuízo verificado até o momento é de R$ 2,5 milhões. A polícia estima que há, ao menos, 30 vítimas e o prejuízo total causado pela organização criminosa é de mais de R$6 milhões.

Algumas das vítimas já identificadas haviam contratado serviços com obras que deveriam ter sido entregues há um ano, pagando valores expressivos.

Os suspeitos devem responder pelos crimes de organização criminosa e estelionato.

GOLPE- Os suspeitos usavam uma empresa de fachada para venda de imóveis na planta, construções ou reformas de casas. A maioria dos empreendimentos nunca foi nem iniciada. Os que tiveram início não foram finalizados. Além de retirar o máximo de dinheiro das vítimas, o grupo criminoso não dava retorno nenhum sobre os empreendimentos.
 

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!