Ponte elimina Red Bull Bragantino nos pênaltis e vai decidir o Troféu do Interior

A Ponte Preta é finalista do Troféu do Interior e vai tentar o seu sétimo título. A sua presença na decisão foi assegurada após eliminar o Red Bull Bragantino nos pênaltis, por 4 a 2, depois do empate por 1 a 1 no tempo normal. Esta semifinal foi realizada no domingo (16), à noite no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

 
O detalhe que chamou atenção é que nas quartas de finais, a Ponte Preta já tinha eliminado o Botafogo nos pênaltis. Após empate por zero a zero, na cidade de Campinas, venceu a disputa por 14 a 13, depois de 15 cobranças para cada time, um total de 30 cobranças e recorde no Paulistão.


 

Só que desta vez a Ponte não precisou fazer tantas cobranças. Foram cinco apenas, uma delas errada. Acertaram as cobranças Dawan, João Veras, Bruno Michel e Vini Locatelli, enquanto Thalles errou a quarta cobrança, que foi defendida por Júlio César. Para o Red Bull Bragantino, marcaram Lucas Evangelista e Hurtado, com Pedrinho perdendo para a defesa de Ygor Vinhas e com Cuello isolando por cima do travessão. Nem houve a necessidade da quinta cobrança, porque a disputa estava resolvida.

 
O segundo finalista vai sair da outra semifinal entre o pré-qualificado Novorizontino e o Ituano, que eliminou o Santo André por 5 a 1. Este jogo acontece segunda-feira à noite, em Novo Horizonte. O campeão do Troféu do Interior vai garantir uma vaga na Copa do Brasil de 2022 e receberá um prêmio de R$ 252 mil, ficando R$ 70 mil para o vice-campeão.

O Red Bull entrou em campo com um time reserva porque na terça-feira vai enfrentar o Talleres-ARG, na Argentina, pela quinta rodada do Grupo G da Copa Sul-Americana. O time brasileiro é vice-líder com seis pontos, um atrás do Emelec-EQU e um na frente do próprio Talleres.

O seu gol saiu bem cedo, logo aos três minutos. Helinho desceu em disparada pelo lado direito e cruzou. Na pequena área, Pedrinho tentou de letra e não conseguiu, mas a bola sobrou para Chrigor que só completou para as redes. Depois do gol o jogo ficou ainda mais aberto.

 
O Red Bull Bragantino tinha o domínio do jogo, com mais organização e mais técnica. A Ponte Preta, porém, explorava bem os contra-ataques, principalmente com Apodi ou em bolas paradas com o meia Camilo. A melhor chance de gol, no entanto, esteve nos pés de Gabriel Novaes que foi lançado em velocidade, ganhou no corpo de Ruan Renato e sozinho chutou por cima do travessão.

A Ponte Preta voltou mais avançada no segundo tempo e empatou aos oito minutos. Após um chute da esquerda, houve num bate-rebate na pequena área e Paulo Sérgio completou quase em cima da linha de gol. A bola nem atingiu as redes, mas o gol acabou confirmado, inclusive, pelo VAR.

O gol deu novo ânimo ao time campineiro, que passou a jogar mais no campo ofensivo. O Red Bull bragantino tentou reagir e levou perigo num chute forte de Hurtado, bem defendido por Ygor Vinhas.

 
Depois disso, o jogo ficou aberto, com os dois times tentando o gol a todo custo. Os goleiros estavam bem atentos e fizeram, pelo menos, duas boas defesas cada um. Mesmo com as substituições, o ritmo do jogo foi intenso até o final. O empate, porém, levou a definição do finalista para a cobrança dos pênaltis.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1 (2) X (4) 1 PONTE PRETA

RED BULL BRAGANTINO – Júlio César; Weverton (Luis Phelipe), Realpe, Natan e Weverson; Cuello, Luan Cândido (Lucas Evangelista) e Pedrinho; Helinho (Ricardo Ryller), Chrigor (Leandrinho) e Gabriel Novaes (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.

PONTE PRETA – Ygor Vinhas; Apodi (Marcos Júnior), Ruan Renato, Luizão e Felipe Albuquerque; Dawhan, Vini Locatelli e Camilo (Thalles); Moisés, Renatinho (Bruno Michel) e Paulo Sérgio (João Veras). Técnico: Fábio Moreno.

GOLS – Chrigor aos três minutos do primeiro tempo. Paulo Sérgio aos oito minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Salim Fende Chaves (SP).

CARTÕES AMARELOS – Luis Phelipe (Red Bull Bragantino). Apodi, Camilo, João Veras, Bruno Michel e Thalles (Ponte Preta).

 
LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!