Prefeitura rondonense confirma apoio em projeto de instalação de câmeras de monitoramento no município

Na manhã desta quinta-feira, dia 08, encontro foi realizado na sala de reuniões do gabinete para apresentar ao prefeito Marcio Rauber um projeto de monitoramento com câmeras no município de Marechal Rondon. Estiveram presentes o presidente da Acimacar, Ricardo Leites de Oliveira, representantes das polícias Civil, Militar e Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFRON), Corpo de Bombeiros, secretário de Mobilidade Urbana, Coronel Welyngton Alves da Rosa, e representando o legislativo, o vereador Soldado Sauer.


O encontro iniciou com relatos de lideranças que recentemente estiveram em Palotina, onde o projeto já é realidade há mais de um ano. O grupo conheceu o sistema de monitoramento, denominado de “Cidade Segura”, que objetiva criar uma malha de videomonitoramento colaborativa a fim de inibir ações criminosas e garantir a segurança da população.
Todos ressaltaram a viabilidade da proposta no município vizinho, já que é uma importante ferramenta para as forças de segurança detectarem, prevenirem e reagirem a situações de emergência, ocorrências e manutenção dos espaços públicos. Inclusive, conforme relatos, muitas ocorrências foram elucidadas graças ao sistema de monitoramento por câmeras.
A proposta trazida pela Acimacar, para a prefeitura rondonense, é de que o sistema seja implantado por dois meses, com 100 câmeras, como forma de teste. As imagens ficarão à disposição da Policia Militar, Polícia Civil, Bombeiros e BPFron, além da secretaria de Mobilidade Urbana. Caso a eficácia do projeto seja apontada pelas forças policiais, o município, então, encaminharia o processo burocrático para o monitoramento com até 500 câmeras.


O prefeito Marcio Rauber, após ouvir atentamente os relatos, destacou que o município dará total apoio ao projeto e que, caso comprovada sua eficácia, os trâmites para que o projeto seja instalado de forma definitiva serão encaminhados. “Se é bom para o município, vamos fazer. Entrei em contato com o prefeito de Palotina e este fez muitos elogios ao sistema. Mas temos que ter a certeza de que também será eficiente em Marechal Rondon, por isso é prudente fazermos testes. Se as forças policiais confirmarem que de fato é o sistema é eficiente, vamos implantar de forma definitiva no município”, afirmou.
O presidente da Acimacar, Ricardo Leites de Oliveira, destacou a preocupação da entidade com a segurança pública. “A Acimacar está preocupada, também, com a segurança pública. Esta proposta foi apresentada já no passado, ao presidente Gerson, mas não teve sequência. Vamos fazer um teste com 100 câmeras. As forças policiais utilizarão o sistema por 60 dias e depois farão uma avaliação do projeto”, reforçou.


O secretário de Mobilidade Urbana, Coronel Welyngton Alves da Rosa, mencionou que o sistema será uma importante ferramenta para a prevenção de acidentes. “Será uma ferramenta que poderá ser utilizada para a elucidação de acidentes de trânsito. Ruas, avenidas e os principais cruzamentos serão monitorados. Com os dados das imagens, trabalhos preventivos poderão ser realizados”.
O tenente Daniel Zambon, comandante da 2ª Cia de Polícia Militar, acredita que o projeto será viável, tendo em vista a sua funcionalidade. “Em Palotina ele é utilizado para identificar criminosos e até veículos que foram furtados. É um sistema muito inteligente que permite fazer diversas buscas em tempo real pelas características dos elementos que cometeram o crime. Por exemplo, caso um assalto tenha ocorrido em um estabelecimento e for identificada a cor da roupa do criminoso, o sistema permite uma busca rápida em todas as câmeras para visualizar pessoas coma estas características. Isso também é possível pela cor ou placa do carro, entre outros elementos. Vemos esse projeto com bons olhos”.


O Capitão Tiago Zajac, comandante do Corpo de Bombeiros rondonense, destacou que a ferramenta irá auxiliar no atendimento aos acidentes de trânsito por parte do Siate. “Hoje temos problemas em fazer a triagem dos acidentes. Através do monitoramento, poderemos checar as imagens para decidir qual a ação necessária, o que dará um atendimento mais efetivo para a população”.
Para o vereador Soldado Sauer, a iniciativa é muito importante, tendo em vista o efetivo de policiais não ser suficiente no município. “Precisamos garantir maior segurança para a população e o sistema irá colaborar muito nisso. Além de coibir a ação de marginais, pode ser utilizado para identificar abusos no trânsito”, lembrou.


O software permite que câmeras privadas sejam utilizadas, ou seja, não é necessária a instalação de 500 equipamentos de filmagem. As imagens que podem ser utilizadas são de câmeras já instaladas em empresas e casas no município, que estiverem apontadas para as vias públicas e com a devida autorização dos proprietários.

 

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!