Quatro Pontes chega a 29 casos ativos de coronavírus

Desde o início da pandemia do novo coronavírus até ontem (27), conforme o boletim atualizado diariamente pelo Setor de Epidemiologia, Quatro Pontes registra 487 casos confirmados da doença.

 

 

 

O município havia alcançado estabilidade no número de casos ativos, mas desde o dia 18 deste mês está numa crescente preocupante.

 

 

 

O boletim aponta 29 casos ativos, outras 23 pessoas no aguardo de resultado de exame e 149 em isolamento.

 

 

 

 

 

Somam-se aos dados, ainda, seis óbitos e 452 pessoas recuperadas.

 

 

 

 

A Secretaria de Saúde, com o apoio do Poder Público e do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde Covid-19, atua incessantemente em ações de orientação, alertando sobre a importância de a população em geral adotar todas as medidas preventivas à Covid-19, a fim de inibir a doença no município.

 

 

 

 

Atualmente, segundo o secretário de Saúde, Marco Antônio Wickert, a preocupação do aumento expressivo de casos ativos reflete no falta de leitos de UTI e enfermaria na área de abrangência da 20ª Regional de Saúde de Toledo.

 

 

 

 

No mapa de ontem, a taxa de ocupação de UTI segue em 100% e de enfermaria está em 78,95%. Logo, 25 pacientes aguardam vaga na UTI e 23 na enfermaria. Por sua vez, na macrorregião são 109 pessoas aguardando leito de UTI e 78 na enfermaria. 

 

 

 

 

Medidas

 

Todos os munícipes que apresentarem sintomas devem procurar o Centro de Saúde, que é referência apenas para sintomas respiratórios ou manter contato pelo telefone 3279-8112.

 

 

 

 

Aqueles cuidados essenciais divulgados desde o início da pandemia ainda precisam ser mantidos, como o uso de máscara sempre cobrindo completamente o nariz e a boca, o distanciamento de pelo menos dois metros de distância entre pessoas que não moram na mesma casa, manter os ambientes sempre bem ventilados, evitar reuniões e encontros entre as pessoas, principalmente em locais com pouca ventilação, lavar as mãos frequentemente ou usar álcool gel 70% e a limpeza e desinfecção de objetos que são usados frequentemente.

 

 

Vacinação

 

Até a última terça-feira (25), 1.060 pessoas já tomaram a primeira dose, abrangendo profissionais e trabalhadores de saúde, pessoas acima de 90 anos, pessoas de 89 a 60 anos, pessoas com síndrome de down de 59 a 18 anos, pessoas com doença renal crônica em diálise de 59 a 18 anos, pessoas com deficiência permanente grave com BPC de 59 a 55 anos, pessoas com comorbidades de 59 a 55 anos, pessoas com deficiências permanente de 59 a 55 anos e os trabalhadores da educação do ensino básico.

 

 

 

 

A segunda dose, por sua vez, foi recebida por 678 pessoas. 

 

 

 

Mesmo que grande parte da população idosa já tenha sido vacinada contra a Covid-19, ainda não é hora de relaxar com os cuidados que evitam a disseminação do novo coronavírus.

 

 

 

 

 

A atenção é necessária porque mesmo que a vacina ofereça uma grande proteção contra a Covid-19, principalmente nos casos mais graves da doença, a pessoa vacinada ainda pode contrair e disseminar o vírus.

 

 

 

 

A resposta do sistema imunológico só estará completa um mês após a aplicação das duas doses do imunizante e enquanto a maioria da população não estiver vacinada a possibilidade de contaminação ainda existe.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!