Reforço do São Paulo, Eder destaca nova parceria com Miranda e elogia Crespo

Reforço do São Paulo para a temporada 2021, o atacante Eder está motivado para iniciar a sua trajetória no clube tricolor. E duas referências também animam ainda o brasileiro naturalizado italiano nesta nova jornada na carreira: a amizade com Miranda e o entusiasmo em poder trabalhar com o treinador argentino Hernán Crespo, que foi seu rival nos campos.

 
No São Paulo, o atacante retomará a parceria com o zagueiro pelo terceiro clube consecutivo: atuaram juntos na Internazionale e no Jiangsu Sunin. “O futebol nos dá muitos companheiros, mas o Miranda já é um grande amigo. Criamos uma relação muito boa”, revelou Eder, em entrevista ao site oficial do clube tricolor. 


“Nossas famílias estão sempre juntas. E estou feliz de poder jogar com ele mais uma vez. Na Itália, conseguimos recolocar a Internazionale na Liga dos Campeões após um longo período. Depois, fomos campeões na China”, afirmou o jogador, que contou os bastidores da sua chegada ao time são-paulino. “Conversei com o Miranda durante as negociações e ele me falou muito bem do São Paulo. Ele é ídolo da torcida, conhece muito bem o clube e tem me ajudado bastante aqui. O Miranda sempre elogiou os torcedores são-paulinos e demonstrou afeto pelo São Paulo”, acrescentou.

 
No time do Morumbi, Eder também terá a oportunidade de trabalhar com Crespo, que assim como o reforço fez a maior parte de sua carreira na Itália. “Enfrentei o Crespo quando ele estava em Milão e eu ainda era um garoto recém-chegado ao futebol italiano. E reencontrá-lo aqui é uma satisfação enorme”, disse o atleta, que já está integrado ao elenco e se prepara para estrear.

“Os treinos do Crespo são intensos. E se levarmos essa intensidade para os jogos, como ele deseja, vamos conseguir os nossos objetivos. Estou motivado com este início de trabalho no São Paulo e muito confiante”, finalizou o atacante.

Vale destacar que antes de chegar ao São Paulo, Eder defendeu Empoli, Frosinone, Brescia, Cesena e Sampdoria, onde fez cinco temporadas de destaque e chamou a atenção não só da Internazionale, que o contratou no começo de 2016, mas também da seleção italiana.

 
Dono de dupla nacionalidade, o atacante recebeu a sua primeira convocação para defender a Itália em 2015 e foi titular na Eurocopa de 2016, na França, sob o comando do técnico Antonio Conte – marcou um gol na campanha que terminou com queda nas quartas de final diante da Alemanha.

Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!