São Paulo se desfaz no 2º tempo, leva virada do Bragantino e segue sem vencer

O calvário do São Paulo continua no Campeonato Brasileiro. A equipe tricolor até fez um bom primeiro tempo, abriu o placar com Rigoni, mas perdeu peças importantes por contusão na etapa final e foi superado pelo Red Bull Bragantino, de virada, por 2 a 1, neste domingo, no Morumbi.

 

 
Agora são nove jogos sem vencer na competição. O São Paulo soma apenas cinco pontos e está no 17.º lugar – o primeiro integrante da zona de rebaixamento. Já o Bragantino chegou aos 21 pontos e se manteve na liderança do Brasileirão, condição que foi perdida momentaneamente no sábado para o Athletico-PR.



Com 30 segundos, Volpi errou uma saída de bola e Raul quase marcou. O susto serviu para acordar o São Paulo no frio Morumbi. A equipe, novamente sem Hernán Crespo no banco – o argentino se recupera da covid-19 -, era eficiente na marcação e, com uma boa movimentação das peças no ataque, criava oportunidades.

O gol saiu na junção das duas situações. Reinaldo roubou bola no campo de defesa, tabelou com Benítez e encontrou Eder pelo lado esquerdo. O atacante, que saiu da área para abrir espaço, acertou cruzamento perfeito na cabeça de Rigoni. O argentino fez 1 a 0 aproveitando o lugar deixado pelo companheiro.

 

 
A vantagem não fez o São Paulo alterar o plano de jogo. O problema é que o momento não ajuda. Miranda saiu no intervalo após sentir um desconforto muscular e o empate do Bragantino saiu justamente na posição em que o zagueiro estaria ocupando. Claudinho cobrou falta na área e Alerrandro, que havia acabado de entrar, marcou de cabeça.

Pouco antes do gol, o São Paulo havia perdido ainda Reinaldo, outro que reclamou de um problema médico. Juan Branda, auxiliar de Crespo, optou por desfazer o esquema com três zagueiros em um momento de fragilidade do time e foi punido. A mudança abriu espaço para o Bragantino, que virou o jogo em um golaço de Artur, e poderia até ter ampliado o placar.

 

 
FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 2 RED BULL BRAGANTINO

SÃO PAULO – Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda (Diego Costa) e Léo; Daniel Alves, Luan (Pablo), Liziero (Rodrigo Nestor), Benítez e Reinaldo (Vitor Bueno); Rigoni (Rojas) e Eder. Técnico: Juan Branda (interino).

RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan (Weverton), Natan, Fabrício Bruno e Edimar (Weverson); Raul, Lucas Evangelista (Jadsom Silva) e Claudinho; Artur, Ytalo (Alerrandro) e Praxedes (Eric Ramires). Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS – Rigoni, aos 25 minutos do primeiro tempo; Alerrandro, aos 17, e Artur, aos 29 minutos do segundo tempo.

 
CARTÕES AMARELOS – Luan (São Paulo); Praxedes (Red Bull Bragantino).

ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa-RS).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!