Foto: SESA

Secretaria da Saúde reforça atenção para casos de chikungunya

O Informe Semanal sobre Arboviroses publicado nesta terça-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde alerta para o aumento de casos de chikungunya, doença também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, assim como a dengue e zika vírus. A Secretaria monitora e divulga os dados epidemiológicos dos três agravos no mesmo Informe conforme análise da Vigilância Ambiental.

Segundo o Informe, o Paraná tem hoje 193 notificações para a chikungunya e 29 casos confirmados. "A Secretaria da Saúde está alerta diante deste aumento repentino de casos. Já orientamos todas as 22 Regionais de Saúde, principalmente os serviços assistenciais, para atenção redobrada a possíveis ocorrências", afirma o secretário Beto Preto. "A notificação correta nos aponta onde está circulação viral e possibilita a ação", explica.

As equipes da Secretaria vão intensificar o trabalho de apoio à Regionais de Saúde e aos municípios. Na próxima semana, os profissionais da Vigilância Ambiental estarão na 16ᵃ Regional de Saúde, em Apucarana.

"Atualmente o estado de São Paulo passa por um surto de chikungunya. A proximidade com o Paraná e o fluxo de pessoas entre os estados pode ter originado o aumento dos casos por aqui", explica a coordenadora de Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde, Ivana Belmonte.

CARACTERÍSTICAS - A chikungunya causa febre e dores nas articulações. Outros sintomas incluem dor muscular, dor de cabeça, náusea, fadiga e erupção cutânea. Aproximadamente 50% dos casos evoluem para a forma crônica: as dores podem persistir por meses ou até anos, causando debilitação do paciente.

DENGUE - O Informe publicado nesta terça-feira registra 1.289 novos casos confirmados da dengue no Paraná. O período epidemiológico, com início de agosto de 2020, soma 9.909 casos distribuídos em 247 municípios.

As 22 Regionais de Saúde têm confirmações de dengue; em 20 Regionais estão confirmados casos autóctones, ou seja, as pessoas se contaminaram no município de residência. O Paraná totaliza 8.741 casos autóctones. O Informe registra, ainda, 55.198 notificações para a doença no Estado, em 354 municípios. Outros 10.856 casos seguem em investigação .
 
 

Com informação da Catve e AEN-PR

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!