Foto:Agência Estado

Sorteio coloca Alemanha no caminho do Brasil no futebol masculino em Tóquio-2020

O Brasil já sabe quem serão os seus adversários no torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados no ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

 

 

 

Nesta quarta-feira, um sorteio na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, definiu os grupos da competição e a seleção brasileira enfrentará Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita na primeira fase.

 

 

 

 

Atual campeão olímpico, o Brasil foi cabeça de chave no sorteio e entrou no Grupo D.

 

 

 

 

Logo de cara a Alemanha foi definida como a rival da estreia, no dia 22 de julho, no estádio Internacional de Yokohama.

 

 

 

 

 

O local é o mesmo onde brasileiros e alemães fizeram a final da Copa do Mundo de 2002, com vitória do time comandado pelo técnico Felipão por 2 a 0.

 

 

 

 

Mas Brasil e Alemanha também têm uma rivalidade em jogos com suas seleções olímpicas.

 

 

 

 

Os alemães são os adversário que os brasileiros mais enfrentaram na história.

 

 

 

 

 

Ao todo são seis partidas, sendo que a mais importante e emblemática foi o último encontro em 2016, na decisão dos Jogos do Rio-2016, quando o Brasil conquistou a sua primeira medalha de ouro ao vencer na disputa de pênaltis por 5 a 4, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

 

 

 

 

A segunda rodada da fase de grupos será disputada no mesmo estádio, em Yokohama, contra a Costa do Marfim, no dia 25.

 

 

 

 

O último duelo será no dia 28 contra a Arábia Saudita, em Saitama.

 

 

 

 

O jogo contra os sauditas será o segundo encontro entre as duas seleções olímpicas na história. O Brasil nunca enfrentou os marfinenses na categoria sub-23.

 

 

 

PREPARAÇÃO – Durante todo seu período de preparação, a seleção olímpica já fez 20 partidas, com 14 vitórias, três empates e três derrotas.

 

 

 

 

Foram 48 gols marcados e 17 sofridos.

 

 

 

 

O artilheiro é o atacante Matheus Cunha, que já marcou 16 gols.

 

 

 

 

Atrás dele estão Anthony e Paulinho, com seis cada.

 

 

 

Nestas partidas, o técnico André Jardine pôde observar 68 atletas diferentes e conquistar o Torneio Maurice Rivello (antigo Torneio de Toulon), além de assegurar a vaga em Tóquio no Pré-Olímpico da Colômbia, no início de 2020.

 

 

 

Quando o assunto é Olimpíada, o Brasil também é um dos melhores. Sua primeira participação foi em 1952, quando foi até as quartas de final.

 

 

 

 

De lá para cá, foram 13 participações. Desde 1960, a seleção só não disputou três torneios olímpicos de futebol masculino (Moscou-1980, Barcelona-1992 e Atenas-2004).

 

 

 

São, ao todo, seis medalhas olímpicas no futebol masculino: duas de bronze, três de prata e uma de ouro.

 

 

 

 

Com esse título, a seleção brasileira se juntou a Inglaterra (1908), Bélgica (1920) e Espanha (1992) como um dos únicos times a conquistarem a medalha dourada dentro de casa.

 

 

 

 

Em todos os tempos, o Brasil também é a equipe com mais vitórias na história da competição: 34.

 

 

 

 

 

O torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 reúne 16 seleções.

 

 

 

 

Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, de onde a competição segue em formato de mata-mata até a decisão.

 

 

 

Confira os grupos do torneio de futebol masculino em Tóquio-2020:

 

 

 

Grupo A – Japão, África do Sul, México e França

 

 

 


Grupo B – Nova Zelândia, Coreia do Sul, Honduras e Romênia

 

 


Grupo C – Egito, Espanha, Argentina e Austrália

 

 

 


Grupo D – Brasil, Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!