Variante P2 é identificada pelo Lacen como a cepa circulante em Santa Helena

Na manhã da terça-feira (08), a informação de um sequenciamento genético de material coletado de paciente contaminado pela Covid-19 em Santa Helena deixou moradores preocupados.

Segundo Rosangela Dizars, responsável pelo setor de imunobiológicos em Santa Helena a P2 não é uma nova variante identificada, é a única, de um único sequenciamento feito em paciente do município.

O material teria sido coletado ainda no mês de março, o sequenciamento genético foi realizado e o resultado recebido agora pela Saúde de Santa Helena.

Rosangela diz aguardar que outras amostras sejam testadas pelo Lacen.

A P2, detectada inicialmente no Rio de Janeiro, é considerada mais transmissível, o que poderia explicar o aumento de casos ativos, infecções graves e necessidade de internamentos na cidade.

Acelerar a vacinação de toda população e a manutenção das medidas preventivas, como evitar aglomerações, usar máscara, lavar as mãos e usar álcool em gel, são estratégias fundamentais para diminuir a circulação do vírus.

Com informação do Correio do Lago

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!