Vasco joga mal, mas vence o Boavista e abre vantagem na Copa do Brasil

Longe de apresentar um bom futebol, o Vasco conseguiu uma vantagem mínima na terceira fase da Copa do Brasil ao vencer o Boavista-RJ por 1 a 0, na noite de terça-feira no estádio Elcyr Resende, em Saquarema. O único gol da partida foi marcado pelo argentino Sarrafiore, que fez seu primeiro jogo como titular pelo time cruzmaltino.

 
O jogo de volta está marcado para quarta-feira, dia 9 de junho, desta vez às 16 horas, em São Januário. O Vasco jogará por um simples empate para avançar às oitavas de final, enquanto o Boavista precisará vencer por dois gols de diferença para avançar. Quem se classificar leva a premiação de R$ 2,7 milhões. 


 
Os primeiros dez minutos de jogo expuseram dois grandes problemas do atual elenco do Vasco, sobretudo do sistema defensivo: a desatenção e escolhas precipitadas. Em dois lances, Rômulo errou feio e entregou a bola nos pés de jogadores do Boavista, que ficaram
em condições de gol.

A dificuldade de encontrar espaços no sistema defensivo do Boavista forçou o Vasco a apostar em jogadas aéreas, tanto que o primeiro bom lance do time aconteceu apenas aos 25 minutos, quando Gabriel Pec cobrou escanteio, o goleiro Ary saiu errado do gol e entregou a bola nos pés de Morato, que finalizou pela linha de fundo.

 
O Boavista também mostrou dificuldade na criação das jogadas e no final do primeiro tempo viu o Vasco abrir o placar. Aos 44, Zeca cruzou, Morato errou no domínio e a bola sobrou para Sarrafiore, que chutou de fora da área, sem chances de defesa ao goleiro.

No segundo tempo, o Boavista precisou ser um pouco mais ofensivo e quase empatou o placar aos 14 minutos. Jean cobrou falta rasteira, a bola desviou e Vanderlei fez uma ótima defesa, mandando pela linha de fundo.

O Vasco conseguiu suportar a pressão inicial do Boavista e equilibrou o confronto. Mas o equilíbrio veio apenas com maior posse de bola, já que foram raros os momentos em que algum jogador vascaíno conseguiu fazer algo de diferente em campo, tamanha a falta de criatividade.

 
Na reta final da partida, o Boavista perdeu o volante Lucas Lourenço, expulso, mas ainda assim o Vasco optou por manter postura cautelosa e sem se expor em campo, esperando o apito final e a vantagem mínima para o confronto de volta em São Januário.

Aos 45, no último lance de perigo da partida, Gustavo Geladeira recebeu cruzamento, subiu mais que os defensores do Vasco e obrigou Vanderlei defender em dois tempos, evitando o empate em Saquarema.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA-RJ 0 X 1 VASCO

 
BOAVISTA-RJ – Ary; Wisney (Caio Felipe), Douglas Pedroso, Victor Pereira e Jean; Lucas Lourenço, Ralph e Ryan (Marion); Jefferson Renan (Gustavo Geladeira), Michel Douglas e Marquinhos. Técnico: Leandrão.

VASCO – Vanderlei; Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca (Riquelme); Rômulo, Andrey (Bruno Gomes), Gabriel Pec e Sarrafiore (Léo Jabá); Morato (Figueiredo) e Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

GOL – Sarrafiore, aos 44 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

CARTÕES AMARELOS – Lucas Lourenço e Ralph (Boavista-RJ); Andrey e Cano (Vasco).

CARTÃO VERMELHO – Lucas Lourenço (Boavista-RJ)

RENDA E PÚBLICO – Portões fechados

LOCAL – Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!