Vice-governador apresenta infraestrutura paranaense a estrangeiros para atração de investimentos

O vice-governador Darci Piana participou de painel que apresentou os eixos de investimentos, sustentabilidade e energia da Itaipu Binacional. Piana destacou a expansão da economia paranaense e o desenvolvimento impulsionado por pacote de investimentos da Itaipu no Oeste do Estado.

Os investimentos no desenvolvimento econômico do Paraná foram o foco da participação do vice-governador Darci Piana no BIF (Fórum de Investimentos Brasil) nesta segunda-feira (1°). Organizado pela Apex-Brasil, BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e Governo Federal, o evento é o maior fórum de atração de investimentos estrangeiros da América Latina, e foi transmitido entre os dias 31 de maio e 1 de junho de forma online.

Piana representou o Governo do Estado durante um painel que apresentou os eixos de investimentos, sustentabilidade e energia da Itaipu Binacional. A programação também incluiu o presidente da Sanepar, Cláudio Stabile, e o conselheiro da Itaipu, José Carlos Aleluia, contando com a mediação do diretor de coordenação da Itaipu, General Carbonell.

"Nesta nova gestão da Itaipu, iniciada pelo general Joaquim Silva e Luna, e agora com o General Ferreira, as parcerias com o Estado têm sido extraordinárias. A Itaipu é, sem dúvida, a grande indutora do crescimento do Oeste do Paraná", ressaltou o vice-governador.

Em sua fala, Piana apresentou as diversas obras que integram o pacote de investimentos da Itaipu na infraestrutura paranaense, que ultrapassam R$ 1,4 bilhão. O objetivo da parceria com o Governo do Estado é impulsionar o desenvolvimento da região, acelerando a transformação do Paraná como um hub logístico da América Latina.

Entre as obras em andamento financiadas pela hidrelétrica, estão a segunda ponte de ligação do Brasil ao Paraguai, em Foz do Iguaçu, com valor de R$ 323 milhões; a nova Rodovia Perimetral Leste, que vai ligar a BR-277 à nova ponte, somando R$ 174 milhões; e a revitalização da Estrada da Boiadeira (BR-487), que liga Umuarama e Cascavel a Foz, cujo investimento no lote atual é de R$ 223,8 milhões.

Outra importante obra mencionada por Piana e já concluída foi a ampliação da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu - agora a maior da região Sul - em 664 metros, permitindo voos internacionais. O investimento total foi de R$ 53,9 milhões, sendo 80% oriundos da Itaipu. Também está prevista no pacote a duplicação da Rodovia das Cataratas (BR-469).

ECONOMIA
O vice-governador também ressaltou a segurança jurídica, econômica, fiscal e política do Paraná para investimentos privados que compõem o contexto do avanço na infraestrutura e logística, contribuindo para uma economia cada vez mais plural.

"O Paraná é privilegiado no setor de energia. Existe uma grande quantidade de usinas hidrelétricas no baixo Iguaçu e outros rios, culminando, em Foz do Iguaçu, com a Itaipu - a usina que mais produz energia elétrica no mundo. Em consequência da abundância de energia, o Estado vem crescendo na sua industrialização, que por sinal é muito diversificada", pontuou Piana.

Como exemplo, citou a presença de indústrias de automóveis, maquinário, motores, pneus, papel e celulose e implementos agrícolas, além da grande produtividade do agronegócio paranaense. Assim, Piana explicou que os investimentos realizados pela hidrelétrica se unem aos realizados pelo Estado, impulsionando a economia paranaense como um todo.

"A industrialização do agronegócio está em ampla expansão. Temos mais de R$ 6 bilhões de investimentos em novas plantas de frigoríficos de frango, sendo que o Paraná é o maior exportador da proteína no Brasil. Somam-se a esses valores em torno de 10 bilhões de investimentos públicos de capacidade própria do Estado", acrescentou.

FÓRUM
Realizado anualmente, o BIF tem como objetivo atrair investimentos estrangeiros ao Brasil. Neste ano, o evento destacou oportunidades em setores estratégicos do País, como agronegócios, energia, infraestrutura, inovação, saúde e tecnologia. O evento é composto por painéis com autoridades públicas e do setor privado, e permite a apresentação de projetos que buscam investimentos no Brasil.

O Paraná esteve presente em outro painel, na segunda-feira (31), com a apresentação da Nova Ferroeste - que ligará Maracaju, no Mato Grosso do Sul, ao Porto de Paranaguá. A apresentação foi realizada pelo diretor de Desenvolvimento Econômico e Relações Internacionais e Institucionais da Invest Paraná, Giancarlo Rocco.

A Invest Paraná também presente no evento com um stand virtual sobre o Estado, atendendo potenciais investidores com colaboradores e representantes da Ferroeste e Copel.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!