Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Mulher é morta menos de uma semana após sair da cadeia

Uma mulher de 20 anos foi assassinada a tiros perto das 22h deste domingo (29) na Estrada Juca Mingote, em São Jerônimo da Serra, no Norte Pioneiro. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi baleada e morreu no local. Ainda não há nenhuma pista de suspeitos, que não foram encontrados.

Na madrugada do dia 21 de dezembro, ele foi detida com um adolescente na frente de um bar localizado na Rua José Batista Proença, no mesmo município. A PM foi até o endereço depois de suspeitar que os dois estavam vendendo droga perto do estabelecimento. Embaixo da cadeira onde estavam sentados, os policiais apreenderam porções embaladas de maconha e cocaína.

Durante a abordagem, nenhum deles soube explicar a origem dos entorpecentes. Já no pelotão da PM em São Jerônimo, onde confeccionavam o boletim de ocorrência do caso, os agentes receberam uma ligação anônima informando que a mulher teria escondido maconha na bolsa do filho de cinco anos. De acordo com a denúncia, o material teria sido armazenado na casa de um homem.

A PM foi até a residência e confirmou a acusação. O proprietário, em conversa com os servidores, assegurou que a suspeita sempre passava pelo imóvel e pedia que a bolsa do garoto fosse guardada lá, mas sempre informava que acondicionava apenas roupas e bolacha. O homem reforçou que nunca teve curiosidade para abrir a mochila, que estava atrás de um sofá.

Além de maconha, os policiais encontraram crack, cocaína e uma balança para pesar as embalagens. Presa em flagrante, a detida foi encaminhada para a delegacia. O filho dela ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar.

Na véspera de Natal, a mulher, que foi autuada por tráfico de drogas, foi solta sem ter que pagar fiança. A decisão é do juiz substituto Elvis Nivaldo dos Santos Pavan. Apesar de solta, ela teria que comparecer ao Fórum, não frequentar bares ou casas noturnas e não sair da cidade sem comunicar a Justiça.

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o assassinato.

Bonde News

TOPO