Setembro
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Polícia evita briga ‘marcada’ e apreende até ‘arma letal’ com torcedores

A Polícia Militar (PM), com apoio da Polícia Civil e Guarda Municipal, realizou uma série de abordagens em terminais de ônibus e nas proximidades do Estádio Major Antônio Couto Pereira, no bairro Alto da Glória, em Curitiba, antes da partida do Coritiba contra o Atlético-GO. Por volta das 10h30 de ontem (7), drogas foram apreendidas, assim como um artefato explosivo modificado, com grande poder de letalidade. Uma praça no bairro Mercês, em Curitiba, chegou a ficar por duas horas fechadas pela presença de um explosivo.

Segundo o delegado Clóvis Galvão, da Demafe (Delegacia de Futebol e Eventos), após a confusão na última quarta-feira (4), na volta da partida entre Athletico e Grêmio, quando um torcedor do Furacão foi agredido, os rivais marcaram uma nova briga para este domingo, no Terminal do Cabral.

“Hoje aconteceu policiamentos preventivos do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) da PM e foi um resultado satisfatório, pela apreensão de artefatos explosivos. Inicialmente, no terminal do Cabral, os marginais perceberam a presença da equipe policial e a confusão não aconteceu”, explicou o delegado Galvão.

Ainda, de acordo com o delegado, torcedores do Coritiba que faziam bagunça dentro de biarticulados foram abordados em estação-tubo no bairro Mercês e no Alto da Glória. “Eles estavam pendurados nas janelas, fazendo arruaça. Encontramos um foguete modificado, com cerâmica dentro, que poderia causar sérios danos. Além de outros explosivos, também encontramos drogas para consumo”, contou.

Antibombas

Nas Mercês, em uma praça na Av. Manoel Ribas, foi necessário o acionamento do Esquadrão Antibombas da PM para verificar o explosivo localizado na estação-tubo. A praça ficou duas horas bloqueadas para atendimento por parte dos policiais. “Passávamos pelo local e vimos cerca de 40 torcedores. Com um deles, encontramos uma bomba e fizemos o isolamento da área. Se a bomba explodisse, a pedra se fragmentaria e explodia diversas pessoas”, descreveu à Banda B o cabo Geronasso. “Se explodisse, poderia causar uma tragédia”, concluiu.

Cerca de seis torcedores foram detidos e encaminhados à sede da Demafe, para responderem pela posse das drogas e também dos explosivos. Foi necessário o acionamento do Esquadrão Antibombas da PM para verificar o explosivo localizado na estação-tubo.

Informações são da RÁDIO BANDA B.

TOPO