Setembro
Núcleo 09
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Soldados paraguaios são convocados para conter manifestantes na Aduana

O clima em Cidade do Leste no Paraguai foi tenso durante toda a manhã de segunda-feira (9). Dezenas de manifestantes paraguaios protestaram contra a proibição da revenda de mercadorias brasileiras no país vizinho.

Uma passeata foi realizada pela principal via de acesso a cidade, causando lentidão no trânsito da Ponte Internacional da Amizade.

Na sequência o grupo foi até o prédio da Aduana do Paraguai, onde lideranças paraguaias discutem a situação da medida proposta pelo governo.

Alguns manifestantes tentaram acessar o prédio da Aduana, mas foram barrados por soldados da marinha paraguaia. Um pré-acordo já foi firmado entre as lideranças do governo liberando o acesso de até 300 dólares em mercadorias brasileiras, mas a medida não agradou o grupo, pois a proposta ainda não libera a entrada de mercadorias como tomate, óleo de soja, açúcar, entre outros produtos de primeira necessidade.

Há cerca de dois meses, comerciantes paraguaios estão proibidos de cruzarem a fronteira com mercadorias brasileiras para serem revendidas em Cidade do Leste.

Desde que assumiu a presidência, Mario Benítez deu ordem para “tolerância zero” para esse tipo de comércio e, desde então, foi reforçado o controle aduaneiro em todas as fronteiras do país.

Com informação da Catve

TOPO