Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Campanha Dengue
Banner Yamaha
FarmaVidda
Política

Bolsonaro participa de evento de assinatura de convênio para gestão de resíduos sólidos para Marechal Rondon

O município rondonense obteve a 2ª colocação geral entre todos os municípios brasileiros que encaminharam propostas

O prefeito de Marechal Rondon, Marcio Rauber, participou de solenidade no Palácio do Planalto, no final da tarde desta quarta-feira, dia 12, relativa ao Programa Lixão Zero, da Agencia Nacional de Qualidade Urbana. O município rondonense também esteve representado pelo secretário de Coordenação e Planejamento, Reinar Seyboth.

Além do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também estiveram presentes deputados federais e o presidente da república, Jair Bolsonaro.

Posição de destaque

No total, 1135 projetos foram inscritos na plataforma de convênios de municípios de todo o país. Destes, apenas 13 foram selecionados pelo Ministério do Meio Ambiente. Conforme edital expedido, o município rondonense atendeu aos requisitos propostos e classificou-se na 2ª colocação geral no país. O primeiro lugar coube ao município de Balneário de Piçarras (SC).

Valores
Durante a solenidade, em Brasília, aconteceu o ato de formalização da assinatura do convênio, no valor de R$ 2.321.841,32. O recurso será utilizado para a compra de equipamentos, máquinas e veículos destinados à melhoria da gestão de resíduos sólidos no município. A contrapartida do município é de R$ 46.950,00. O projeto terá duração de 36 meses. “Nosso projeto foi o segundo colocado numa concorrência com projetos de municípios de todo o Brasil. Isso é motivo de muito orgulho e satisfação, o que mostra que estamos no caminho certo”, destacou o prefeito Marcio Rauber.

O projeto

O projeto foi elaborado pela equipe do Departamento de Meio Ambiente da prefeitura, cujo coordenador técnico é o engenheiro ambiental da secretaria de Agricultura e Política Ambiental, Marcos José Chaves.

O edital divulgado pelo Ministério do Meio Ambiente previa atender a projetos de municípios brasileiros que apresentassem ideias inovadoras e sustentáveis para a gestão de resíduos sólidos. A proposta apresentada pela prefeitura rondonense foi a construção de um pátio de compostagem para os resíduos de poda da arborização urbana, corte de grama, varrição de ruas e também para coleta de resíduos orgânicos domiciliares de um bairro piloto a ser escolhido. Além disso, foi prevista a compra de caminhões para a coleta de resíduos orgânicos e de recicláveis, aquisição de contentores/caçambas para a área central, além de equipamentos para as associações de catadores, como esteiras de triagem, prensas, balanças, campanhas educativas, e outros.

A partir da implementação de todas as ações previstas, a cidade de Marechal Cândido Rondon deverá se tornar referência na gestão dos resíduos e na preservação do meio ambiente.

TOPO