Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
natal
covid pato
Banner Yamaha
Trânsito

Ciclista discute por bituca de cigarro lançada e morre ao ser atingido por carro

A Polícia Civil já tem mais detalhes sobre a briga que teria provocado a morte de um ciclista de 21 anos, no último sábado (9), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Asael Jackson dos Santos morreu após bater contra um poste, na Avenida Rui Barbosa, após discutir com dois ocupantes de um Celta prata. Segundo a polícia, o ciclista foi fechado pelo veículo depois da discussão sobre o lançamento de uma bituca de cigarro pelo passageiro.

“Ouvimos as testemunhas do veículo que vinha logo atrás do ciclista e viram que a discussão começou antes do momento do acidente. Elas disseram que, a partir desta primeira discussão, o jovem de bicicleta passou a fugir dos dois homens que vinham no Celta. Foi então que um deles jogou uma bituca de cigarro contra a vítima, que reclamou. Neste momento, o motorista jogou o carro contra o ciclista, que bateu contra o poste e veio a falecer”, contou o delegado Fabio Machado, que investiga o caso.

Asael chegou a ser socorrido por profissionais da saúde que passavam pelo local e pararam para ajudar, mas não resistiu.

As testemunhas que viram tudo, disseram à polícia que chegaram a ir atrás dos causadores do acidente, mas eles fugiram.

?Essas pessoas que estavam no carro atrás chegaram a seguir o Celta e fecharam o veículo os obrigando a parar. Houve uma discussão, já que elas diziam que eles tinham que voltar para prestar socorro. os dois enganaram as testemunhas, dizendo que iam voltar, mas fugiram?, afirmou o delegado.

Machado contou que, segundo os relatos, o ciclista estava a cerca de 60 km/h em uma bicicleta profissional, no momento em que tentava fugir. Ele voltava do supermercado onde trabalhava, por volta das 11 horas.

Quem são os dois ocupantes do Celta?
A polícia busca por imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a identificar os dois homens do Celta. Segundo o delegado, eles têm entre 45 e 60 anos e devem ser profissionais de alguma prestadora de serviços. Retratos-falados também estão sendo feitos.

?Pedimos que se alguém tiver informações sobre o caso, nos repasse. Essas pessoas vão responder por homicídio qualificado pelo motivo fútil, com pena de até 20 anos. Não foi um acidente de trânsito?, completou.

Quem tiver informações, pode ligar para a Delegacia de São José dos Pinhais, pelo fone 41- 3299 1500.

Banda B
TOPO