Setembro
Núcleo 09
Dengue Pato
Bike Refran
Maquininhas
Prefeitura de Entre Rios do Oeste
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Trânsito

Motorista de caminhão presta depoimento sobre acidente com três mortes na BR 277

Show
O motorista do caminhão que atingiu seis carros e deixou três mortos e mais cinco feridos no dia 28 de julho, prestou depoimento à Polícia Civil na terça-feira (13).

O inquérito de investigação tenta levantar o que ocorreu na manhã daquele domingo e o que pode ter auxiliado para que a tragédia acontecesse.

As pistas da BR 277 estavam fechadas por volta das 11h40, pois pinturas que eram feitas pela empresa responsável pela rodovia. No sentido Curitiba o trânsito estava parado, já que o fluxo naquele momento estava em siga e pare – libera uma pista e a outra aguarda a passagem.

O motorista do caminhão, contou em depoimento que não estava no celular, que o fluxo seguia normalmente quando tudo parou e ele não teve tempo para conseguir frear, tentou desviar, mas mesmo assim atingiu a fila de veículos. O motorista também afirmou que não estava sob influência de remédios ou drogas para mantê-lo acordado. Logo após o acidente ele foi submetido ao teste do bafômetro que não apontou ingestão de álcool.

No primeiro carro atingido, o Fiesta, estava no banco do passageiro Sara Beatriz Teixeira de 24 anos e o condutor era Gabriel Rodigheri também de 24 anos. Sara teve múltiplos ferimentos ao ficar presa às ferragens e morreu antes mesmo de ser levada ao hospital. Gabriel foi encaminhado ao Hospital Universitário em estado grave, mas recebeu alta 11 dias após a batida e segue em recuperação em casa.

Além de Sara, outros dois ocupantes da motocicleta atingida pelo caminhão morreram na hora. Joel Muniz, 55 anos, Geraldo Afonso de 52.

As imagens de monitoramento de empresas mostram o momento exato do acidente, quando o motorista bate nos veículos e um deles chega a ser levantado do chão com a força da batida.

O inquérito de investigação está com o delegado Fernando Zamoner, que está em fase de oitivas e coleta de dados. Todas as vítimas atendidas pelo Siate serão ouvidas, bem como algumas testemunhas da batida, os laudos médicos serão avaliados. O delegado aguarda também a conclusão dos laudos periciais feitos pelo Instituto de Criminalística sobre a cena do acidente. A investigação deve ser concluída em até 30 dias.

Relembre o acidente – CLIQUE AQUI 

Redação Catve.com

TOPO